quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

CAFÉ PAND'ORO (Pirenópolis-GO)

CAFÉ COM PÃO...

Tinha tempo que eu não ia a Piri, por vários motivos. Voltei agora neste último fds, e foi muito bom, apesar de eu não ter conseguido rever algumas pessoas que gostaria. Piri mantém a sua magia, apesar dos problemas causados pelo turismo de massa. É essencialmente diferente de Brasília, e talvez por isso mesmo seja tão bom ir pra lá!

Conheci Piri em 95 e, hj em dia, pra sentir como era Piri naquele tempo a gente tem que ir pra lá num dia de semana ou no domingo, no contrafluxo. Sexta e sábado é uma enchente de gente e de carros, com grande prejuízo para o desfrute da cidadezinha. Alguém me disse tempos atrás, e eu achei inclusive um pouco deselegante, que eu podia deixar de ir pra Piri se a estivesse achando cheia demais. Ora, mas isso seria uma medida radical, afinal eu gosto de lá!

Na realidade não há muito o que fazer, pois quem se animar a ir pra Piri num dia de semana ou no domingo vai escapar da 'muvuca' mas, por outro lado, vai encontrar muitos estabelecimentos... fechados! Eu acharia muito frustrante ir pra lá e não poder comer uma broa no CAFÉ PAND'ORO ou tomar um licor de baru à noite no BOXEXA p. e.;)


CONFRARIA DO BOXEXA

Choveu muito neste fds, e eu na estrada - enquanto escutava Sarah Vaughan - pensava nas minhas muitas idas a Piri, nas histórias e em quanto ela é importante na minha vida aqui por estas bandas...;) Sem dúvida é um lugar da memória pra mim, e eu aprecio muito o visual da estrada, talvez até mais que a própria cidade. Eu acredito muito naquela coisa de que o verdadeiro viajante curte mais a estrada que os destinos...



Indo para os 'comes e bebes', alguém que merece a nossa admiração lá em Piri é a Chef Niris Quirino. Realmente, ela pode dizer que fundou nada menos que o PIRENEUS CAFÉ (hj FORNERIA) e o CAFÉ PAND'ORO! Não é pouco...

Chef Niris

Hj sob a administração do jovem casal Rafael e Sejana, o CAFÉ PAND'ORO é um dos lugares mais bacanas de Piri, seja para um café da manhã, seja para um lanchinho no meio do dia. São pães diversos, bolos e alguns produtos de empório, como conservas, queijos artesanais, etc. Ótimo café espresso. Sucos e salada de frutas.

Rafael & Sejana

Eu acho o PAND'ORO um lugar adorável, que tem o melhor de Piri, e gostei de tudo que me foi servido por lá até hj.





A meia idade avança e a velhice já surge no horizonte, o tempo das pequenas coisas, das pequenas alegrias...talvez um dia eu vá, já velhinho, ao PAND'ORO e Rafael e Sejana me recebam, já maduros. Talvez eu vá achar tomar um café com pão e manteiga no PAND'ORO uma das melhores coisas da minha vida. Talvez sim, talvez não. Mas 2 coisas são certas: Eu ainda devo ir muitas vezes a Piri, e no PAND'ORO serve-se um dos melhores pães com manteiga da face da terra!;)

CAFÉ PAND'ORO
Rua Direita
Pirenópolis-GO

Padaria - ***
Serviço - **+
Preços - **+
Ambiente - **1/2
Acolhida - não se aplica

*** - Excelente 
** - Bom/Regular
* - Sofrível






domingo, 26 de novembro de 2017

EMPÓRIO IRACEMA (Brasília-DF)

PELOS BARES...
Para Cláudia Vasques, que eu levei ao IRACEMA uma noite e adorou...

A análise de um bar depende tb de como vc olha pra ele. Frequento cervejarias e conheço já um bom nº delas pelos 4 cantos do país, e tb no exterior. Conheço boa parte das cervejarias de Brasília/Goiânia, Rio, Sampa, BH, Porto Alegre, Curitiba e tb de cidades menores e de cena cervejeira mais incipiente, como João Pessoa e Aracaju.
Não conheço todas as cervejarias , nem acho isso importante, até pq. não fui convidado para jurado de uma eventual publicação que elege 'a melhor cervejaria' de uma cidade e coisas que tais (...).
Aqui em Brasília acompanho a cena cervejeira desde o tempo da pioneira BRAUHAUS, na 303 sul. Fui muito ao extinto AGRIPPINA BISTRÔ. GROTE BIER e EMPÓRIO SOARES & SOUZA já fui muito, hj vou menos, até pq. essas casas vêm passando por algumas mudanças. Hj minha cervejaria preferida é a LONDON STREET, talvez a melhor casa da cidade para o público mais maduro, que busca tb conforto e música em volume baixo;)

O extinto AGRIPPINA BISTRÔ

Uma casa das mais novas e na qual vale a pena prestar atenção é o EMPÓRIO IRACEMA, da jovem empresária Giovana Lima. A moça tem o comércio no sangue, pois é filha de Marcelo Lima, dono de um dos melhores antiquários da cidade, o PÉ PALITO (Iguatemi).

Giovana Lima

Queijos artesanais brasileiros, geléias e uma famosa cheesecake fazem parte dos produtos oferecidos pelo empório, que à noite vira bar. E o bar, como falei, depende de como vc olha pra ele. O IRACEMA surgiu com cardápio vegano e espaço reduzido. Mas agora, após a (ótima) reforma, oferece petiscos diversificados num ambiente agradável e sofisticado - afinal Giovana é filha de Marcelo;) - em que a música não atrapalha a conversa, pra mim algo essencial.



Agora, eu acho que só oferecer cervejas brasileiras restringe muito a oferta. Tb acho equivocado um bar servir 2 chopes 'double' (mais fortes) numa noite. Mas, tem aquilo que eu falei antes, para analisar bem a casa depende de como vc olha pra ela. Se considerarmos então que o IRACEMA serve tb destilados e coqueteis concluiremos então que é um bar bastante completo, e não uma cervejaria com pouca oferta!




Dentre os petiscos que experimentei, recomendo os dadinhos de tapioca com geléia de pimenta! Bom - e simpático - serviço e preços na média. Sem dúvida IRACEMA é hj uma casa de destaque na cidade, moderna e versátil, boa para casais e tb para os solitários com seus 2 balcões.



O MARTINICA CAFÉ se despede de Brasília após 27 anos, fui muito lá, pena. Mas os donos podem perfeitamente fazer sucesso com esta tarimba toda num outro negócio! A cena boêmia vai mudando aos poucos e alguns tombam pelo caminho, encerram seu ciclo. 
Eu ainda gosto bastante de andar pelos bares, só não sei até quando...

EMPÓRIO IRACEMA
116 norte


Cozinha/bebidas - **1/2
Serviço - **+
Preços - **+
Ambiente - **1/2
Acolhida - não se aplica

*** - Excelente
** - Bom/Regular
* - Sofrível






quarta-feira, 1 de novembro de 2017

LA CHAUMIÈRE (Brasília-DF)

O CINQUENTÃO
Para Antônio Jorge & Luciana Isaac

Com grana dá pra abrir um restaurante ou um bar de luxo, em qq. lugar do mundo. Dá pra fazer e acontecer!
Agora, se o objetivo for recriar/reabrir um estabelecimento, a coisa é mais complicada. O empresário 'Catito' tem tido sucesso ao reabrir casas icônicas pelo país, entre elas o nosso querido PIANTELLA. Palmas para ele!
Mas, criar um estabelecimento inspirado numa certa casa às vezes é tarefa praticamente impossível! Em Brasília podemos citar vários casos, começando pelo já mencionado PIANTELLA, reaberto recentemente. Como imitar aquela atmosfera política toda, aquele ambiente deliciosamente requintado e... antiquado, aquele bar?! Pas possible. O vetusto bar BEIRUTE é outro caso, inimitável, inclusive na feiura e no desconforto (...). Mais pra frente será difícil tb imitar o BAR BRASÍLIA, pra mim o maior acerto do falecido JORGE FERREIRA, a quem o destino poupou de assistir ao fim do MERCADO MUNICIPAL, um estabelecimento que sempre teve mais fantasia envolvida que virtudes.

BAR BRASÍLIA

Um dos restaurantes mais antigos e queridos de Brasília é tb praticamente inimitável: Trata-se do tradicionalíssimo LA CHAUMIÈRE, que há mais de 50 anos (numa cidade que só tem 57!) leva gente - e quase sempre casais de mãos dadas;) - à 408 sul atrás do melhor filé da cidade, e na maioria das vezes atrás de um preparo em especial: O filé au poivre (ao molho de pimenta)! Pena o coq au vin ter saído do cardápio...







É realmente um prato marcante, creio que poucos cozinheiros da cidade seriam capazes de fazer um molho daquele! O pãozinho de alho de entrada é uma delícia, e na sobremesa são várias as opções com chocolate. Carta de vinhos enxuta, talvez demais. Ambiente charmoso e sóbrio, e o banheiro no segundo piso é um desafio (...) e uma viagem no tempo;) Os preços são o ponto fraco do restaurante.



Severino Xavier e o seu LA CHAUMIÈRE, uma história de sucesso repetida à exaustão! A vinda do nordeste; o emprego no restaurante bem jovem ainda; 'peladas' na rua - em frente ao restaurante - na Brasília dos anos 60, antes do mar de carros que invadiu a cidade; a compra do restaurante do casal francês sob a condição de não aumentar o salão nem mexer no cardápio/receitas; as homenagens à filha e às netas no cardápio. Severin, grande Severin, Brasília lhe deve muito! Heraldo, o fiel garçom, grande Heraldo.



E, para quem acha que a casa só faz com maestria os filés, saiba que lá talvez se sirva a melhor omelete da cidade. Segundo Severin, se a omelete não for boa num restaurante francês, 'esqueça o resto'. Acredite nele, pois não é qualquer um que tem um restaurante - e vive dele - há mais de 50 anos:)

LA CHAUMIÈRE
408 sul

Cozinha - ***
Serviço - **1/2
Preços - **
Ambiente - **1/2
Acolhida - **1/2

*** - Excelente
** - Bom/Regular
* - Sofrível



terça-feira, 10 de outubro de 2017

LIGURIA (Santiago do Chile)

RAPA NUI

Tinha tempo que eu tinha vontade de ir lá , matei a vontade, e dei por visto como se diz. Ilha de Páscoa, ou 'Rapa Nui' no idioma original da ilha, um pedaço de terra isoladíssimo e que pertence ao Chile, nunca me senti tão longe de casa na vida...não sei bem pq tinha vontade de ir pra lá, atração pelo misterioso provavelmente! São centenas de estátuas que ninguém sabe direito pra que foram feitas nem como foram transportadas naquela época remota, é realmente intrigante e impressionante;) A ilha é cênica, aliás o Chile é cênico.


Agora , a vila sede da Ilha de Páscoa é um horror, e nos restaurantes que fui no máximo oferecem um bom prato de atum, especialidade local, ou uma empanada razoável. Ambientes rústicos e serviço fraco. Totalmente esquecível...

Empanadas
Em Santiago não se deve deixar de visitar o mercado de peixes e de experimentar pescados nos restaurantes locais, inclusive os existentes no próprio mercado. O mercado é uma festa para os olhos!


Em Santiago existem ótimas lojas de vinho, e os passeios às vinícolas - onde se pode tb degustar, comprar, etc. - são um programa turístico tradicional. As frutas chilenas são tb muitas e excelentes, e não se deve deixar de provar os sucos e as geléias servidos no café da manhã dos hoteis!
SUR PATAGÔNICO (Em Lastarria) é um bom restaurante para experimentar caças e pratos do sul do Chile.


Sur Patagônico

Mas um restaurante que não se pode perder é o tradicional LIGURIA, que por algum motivo tem o nome de uma região italiana, e não chilena...Lá, experimente o coelho com molho de mostarda! Ambiente charmoso e bom serviço. Vinhos locais para todos os gostos na carta. Preços razoáveis.



O hotel LADERA é ótimo e dá pra ir a pé ao LIGURIA de Providência, e aí vc não precisa pegar táxi, o que é uma boa em Santiago, a cidade que mais deve ter taxistas desonestos no mundo(...)

LIGURIA
Providência
Santiago do Chile

Cozinha - **1/2
Serviço - **+
Preços - **+
Ambiente - **1/2
Acolhida - não se aplica

*** - Excelente
** - Bom/Regular
* - Sofrível


sexta-feira, 1 de setembro de 2017

VITTORIA D'ITALIA (Brasília-DF)

QUADRA GOURMET

Bom, chega de falar em mortos e feridos no comércio, casas que fecharam, a instabilidade no ramo, a crise, etc. O fato é que a renovação faz parte do mundo dos restaurantes e bares.
Saiu a Veja Comer & Beber Brasília, que divulga um monte de gente, omite inexplicavelmente algumas casas, distribui prêmios de forma às vezes pouco convincente, provoca o riso de uns e a revolta - ou mesmo a indiferença - de outros, mas que no fim das contas acaba sendo bom para o meio.
Cada meio tem seus veículos. Tome-se o caso do meu blog: Ajudei muita gente e possivelmente atrapalhei a vida de alguns. Já cometi excessos e, pra quem não sabe, já pedi desculpas pelo menos uma vez.
Mas o meu blog é uma referência, faço isso há mais de 10 anos, e nem precisa ser muito bom no deserto de blogs gastrô que é Brasília hj em dia pra influir...


Foto: Olivier Böels

Pra mim não tem jeito: Eu preciso voltar a estabelecimentos dos quais não gosto muito e tenho que conhecer novas casas. E assim o blog vai sendo alimentado, assim como a página no Face, onde faço divulgação e publico entrevistas e perfis.
Andei indo a uns lugares novos, e outros nem tanto mas que eu ainda não conhecia, e foi meio frustrante. Prefiro por ora não dar nomes, pois vou dar uma chance a estas casas...
Ando também voltando com alguma regularidade a um restô que queria recomendar hj: O VITTORIA D'ITALIA, comandado pelo simpático Chef italiano Francesco Bravin. Engraçado pensar que parecem não existir italianos antipáticos, ingleses mal educados e franceses simplórios!;)


Chef Francesco Bravin

O VITTORIA D'ITALIA fica numa quadra - a 214 norte - digamos, deliciosa já que estamos num blog gastrô;) Ali se situam LONDON STREET, PIZZARIA VALENTINA, SANTUÁRIO, KAEBISCH CHOCOLATES, nossa! Os moradores mais antigos se lembrarão do deserto que era aquilo ali 20 anos atrás. Na 213, em frente, funcionaram 2 casas icônicas da cidade: O CHUS TAPISCOS BAR e o PÃO DO ALEMÃO.


VALENTINA

Eu não preciso comer várias coisas num restaurante italiano ou francês pra saber se é bom. Se a omelete for boa no francês este é bom. No italiano, basta que a massa com molho seja boa. Tb acredito que num bom restaurante o pão servido no couvert anuncia sua qualidade. Se o pão não prestar é mal sinal...






Acho que o carbonara (original, sem creme de leite) do VITTORIA D'ITALIA é o melhor que já comi, e achei bastante corretos os outros molhos que experimentei. Bom serviço e preços razoáveis, o que tem a ver com o fato do restaurante servir meias porções. Assim, um casal pode dividir uma entrada, pedir 1 prato de massa em meia porção para cada um e ainda 2 sobremesas gastando relativamente pouco!;)





Pra mim um bom prato de massa com molho + vinho é meio caminho andado pra ser feliz, e a comida italiana é tão boa que tem até francês que prefere ela à francesa, algo um tanto quanto improvável!;) Eu nunca vou ser magro, pois adoro pão, arroz e macarrão, além de beber bem. Mas eu sou daqueles que preferem serem felizes a serem magros...

VITTORIA D'ITALIA
214 norte

Cozinha - **1/2
Serviço - **+
Preços - **+
Ambiente - **+
Acolhida - **

*** - Excelente
** - Bom/Regular
* - Sofrível



segunda-feira, 7 de agosto de 2017

CALLES BAR DE TAPAS (Aracaju-SE)

REFLEXÕES DE ATALAIA
Para Ingrid

Saí só pra jantar na última noite em Aracaju. Fui a uma galeteria, mas lá não tinha ninguém, desanimei...aí fui andando até uma pizzaria perto, que tinha outras opções além de pizza e pelo menos tinha umas pessoas dentro, além de um conjunto tocando uma musiquinha. Putz, jantar sozinho num restaurante vazio ninguém merece! Aí comi mal, paguei e voltei para o hotel. Não adianta, quem vai muito a restaurante volta e meia se aborrece.

Praia de Atalaia, Aracaju

Ventou muito na última noite em Aracaju, e eu, já deitado na cama, pensava, ainda, no fim do MERCADO MUNICIPAL brasiliense. Não é fácil para os fãs do MERCADO se conformarem com o fim do mesmo. É natural. Mas, é dever do crítico gastronômico esclarecer, e mostrar a seus leitores um mapa  - amplo e não sentimental - da gastronomia local.
Assim, se num primeiro momento a notícia do encerramento prematuro das operações do MERCADO pode chocar e desanimar, pode ser que no médio prazo tenhamos naquele ponto uma ...filial da cervejaria alemã HOFBRÄUHAUS! Ou o ASTOR brasiliense! Caso alguém duvide deve se lembrar que muitos achavam que o GERO nunca viria para Brasília, até...aqui chegar anos atrás e se tornar mais um restaurante de sucesso do grupo FASANO.

HOFBRÄUHAUS BH

Ou seja, o mercado de restaurantes e bares vai se redesenhando naturalmente com o enterro regular de alguns estabelecimentos, é assim no mundo todo. É frio, mas é assim, me perdoem os mais sensíveis.
Brasília desaprovou o MERCADO, e tantas outras casas, e outras seguem abertas - muitas já longevas - mas ninguém sabe até quando, frise-se bem!
E se a gente prestar atenção e deixar de lado o sentimentalismo e o bairrismo, vai notar que o mercado gastronômico não é tão injusto assim. 
Pq. todos os bares do Jorge Ferreira teriam que ser aprovados e bares com outras propostas reprovados pelo público?! Em outras palavras, o BAR DO MERCADO deu certo por um tempo e num dado momento foi engolido pela concorrência, que seduziu o público com outras propostas! Durou mais de 10 anos o MERCADO, tem casa que não dura nem 2...

O extinto MERCADO de Brasília

O MERCADO tem uma história sentimental e outra realista. Era o sonho de um empreendedor visionário que apostou na revitalização da W3 sul. Trazer para bsb um mercado nos moldes do parisiense LES HALLES. Esta a história sentimental. A realista é que o MERCADO não tinha maiores atrações, o bar era parecido com os outros bares do Jorge, o ponto era ruim e então um belo dia o estabelecimento fechou as portas por falta de público (...)
Há uns anos atrás a gente ia no AGRIPPINA e no BAR DO MERCADO, e agora vai na LONDON STREET e no CÃO VÉIO, é a renovação.

LONDON STREET

Cidade que tem um Mercado bacana é Aracaju! Na realidade são 3, um do lado do outro, vendendo de tudo um pouco, tem até uma banquinha com livros de cordel. É tb um bom lugar pra se comprar flores - tem o corredor das flores ligando 2 mercados - pois como se sabe moça bonita não falta em Aracaju e vc pode gamar por uma a qq. momento;)



Como se não bastasse aquela beleza toda, Aracaju tem tb uma cervejaria de prima: CALLES BAR DE TAPAS & BREW CLUB, com algumas mesas de frente pro mar no piso superior, uma delícia;) Chopes da casa, chopes convidados, muitas cervejas e petiscos variados - alguns com produtos típicos da região - como anéis de lula empanados com aioli e brusquetas. 



A gente não espera encontrar um bar daquele em Aracaju, mas todo lugar pode surpreender como gosto de dizer. Bom serviço e preços na média.


Em Aracaju não espere muito do tradicional O MIGUEL, que serve uma famosa carne-de-sol com pirão de leite. Mas não deixe de visitar o CALLES. Visite os dois se possível, pois restaurante tradicional tem lá a sua graça, e pode ser que algum prato do O MIGUEL impressione mais que o carro-chefe. É sempre bom conhecer os lugares mais expressivos de uma cidade. Ah, Aracaju, é sempre duro deixar-te...
À bientôt.

CALLES BAR DE TAPAS & BREW CLUB
Praia de Atalaia
Aracaju-SE

Cozinha - **1/2
Serviço - **+
Preços - **+
Ambiente - ***
Acolhida - não se aplica

*** - Excelente
** - Bom/Regular
* - Sofrível










PUBLICAN BAR (Brasília-DF)

REFLEXÕES BOÊMIAS Brasília, quem te viu e quem te vê... Incrível a transformação no cenário gastronômico e boêmio da cidade nos últimos...