Pular para o conteúdo principal

BABY BEEF RUBAIYAT (Brasília-DF, com filiais em outros estados e no exterior)

FEIJÃO CHIQUE



Talvez um dia eu me canse de tudo isso, de escrever sobre restaurantes e bares, frequentá-los assiduamente, e vá fazer outras coisas, afinal fazer coisas é o que nos mantém motivados, e teremos toda a eternidade para não fazer nada, e é engraçado pensar que nossa chegada à eternidade muitas vezes está mais perto do que imaginamos...pode ser tb que eu venha a ter restaurante ou bar aqui em Brasília, pode ser e pode não ser, já que dependerá de vários fatores...quem viver verá!
Eu adoro ir ao SERVUS e à FOGO DE CHÃO, aos demais restaurantes eu simplesmente vou, não me fazem sonhar, tb não conheço todos, enfim...atualmente vou muito a cervejarias tb, tomo todas (...), não vivo mais sem cervejas especiais, ou cervejas como prefere o Rodrigo Baquero, sócio do SANTUÁRIO;)
A verdade é que a restauração está sempre ligada ao comércio, não tem como não ser, e aí a gente tem umas porcarias bem divulgadas, bem administradas e que não fecham nunca (...), e lugares bons que não vão pra frente...tem que ter sorte tb, e é sempre mais fácil explicar o fracasso que o sucesso...pq. o CARPE DIEM 'pegou'? Ora, pegou pq. os donos souberam capitalizar o sucesso da Casa original da 104 sul e firmaram a marca como restaurante de bufê a preço fixo, fincado em shoppings quase sempre, e deram... sorte, pois boa comida nunca foi o forte do CARPE DIEM...e é fácil por outro lado apontar casos de má administração, de falta de divulgação e de falta de ...sorte em Casas que fracassaram na cidade, algumas ótimas.
Considero um dos fatos mais frustrantes da minha atividade ver um lugar bom, e às vezes ótimo, fechando as portas, e não poder fazer nada - se a conta não fecha acabou...



Outro dia eu me permiti almoçar uma feijoada num lugar que nunca me convenceu, embora tenha sido a vez que mais gostei de lá: BABY BEEF RUBAIYAT - nunca achei que esta Casa valesse todos os reais que cobra...a carne é boa, mas a porção podia ser maior, batatas suflê que mais parecem fritas mesmo(...), couvert dispensável. Luxo e muito desfile, com direito a comprinhas numa lojinha na entrada/saída, mas claro que isso tem quem goste, o castelo de CARAS nunca fica vazio afinal;) Serviço de primeira, justiça seja feita. Carta de vinhos não vi, mas deve ser um livrão, conheço meu eleitorado. O cardápio é fantasioso e falta conceito à churrascaria, que parece não querer perder nenhum cliente ao oferecer, além das carnes, carpaccio, steak tartar, frutos do mar, feijoada...



A feijoada a inacreditáveis 92 reais é a cara da RUBAIYAT: Não impressiona (salvo a apresentação luxuosa), custa uma nota, e vem com direito a desnecessários couvert, batidas e sobremesa - ora, e acaso quem vai comer uma feijoada precisa comer mais alguma coisa?! Aí o que já não é barato fica mais caro ainda!



Se a RUBAIYAT se despojasse dos atrativos para emergentes, socialites e outros tipos menos nobres que podem (e fazem questão de...) gastar fortunas se exibindo em templos gastronômicos, se focasse mais nas carnes e seus acompanhamentos, e tornasse a sua feijoada de sábado mais simples e barata (sem pernil, leitão, bacon e o diabo), me agradaria mais, mas aí a gente retorna àquele tema do lugar que 'pegou' sem maiores méritos - a RUBAIYAT é uma grife, é um restô bem vendido, e não sei se algum dia vai agradar a quem tem mais refinamento que grana a rodo...



Eu adoro a FOGO DE CHÃO, e ninguém me convence que essas churrascarias chiques do tipo RUBAIYAT são tão boas quanto - prefiro a qualidade do que está no meu prato do que comer sentado em cadeiras de designer e/ou saber quem está almoçando na mesa ao lado, mas cada um na sua, claro...

BABY BEEF RUBAIYAT
SETOR DE CLUBES SUL
BRASÍLIA-DF

Cozinha - **+
Serviço - **1/2
Preços - **-
Ambiente - **1/2
Acolhida - **1/2

*** - Excelente
** - Bom/Regular
* - Sofrível







Comentários