quarta-feira, 14 de março de 2018

LE PARISIEN BISTROT (Brasília-DF)

BISTRÔ DA ESQUINA

Conversar sobre restaurantes e bares é sem dúvida uma das coisas de que mais gosto. Estou sempre trocando ideias com outras pessoas sobre o assunto, e isso aumenta meu conhecimento, com a absorção de outros - e algumas vezes surpreendentes - pontos de vista.
Volta e meia o assunto recai na representatividade das cozinhas regionais e das cozinhas estrangeiras nos restaurantes de Brasília. Pizza, sushi, crepe (abrasileirado), churrasco, hambúrguer tem pra todo lado. Restaurantes de comida nordestina e italianos (ou italianados...) há muitos.
Agora, os restaurantes alemães, portugueses e espanhóis são escassos. Interessante notar que
comemos mais comida italiana que portuguesa, apesar da colonização portuguesa! Mas há tb uma explicação econômica: É muito mais barato comer pizza e massa que arroz de pato e bacalhau...Receitas mais fáceis de se elaborar tb levam vantagem.
Um restaurante alemão/eslavo que não se pode deixar de visitar em Brasília é o SERVUS, agora funcionando no Espaço Gaivotas, perto do antigo endereço na mesma DF-140. No comando, as irmãs Birgit e Andrea Fenzl. Vida longa ao SERVUS!

Birgit

Andrea

SERVUS
São poucos os portugueses, com várias baixas nos últimos anos. Já longevo, o que mais me agrada na especialidade é o tradicional SAGRES, mais até pelo ambiente que pela comida;)

SAGRES
Os franceses historicamente saíram muito pouco da França para fazer a vida em outras terras. Pudera, aquilo lá é muito bom!;) Assim, quando a gente fica sabendo que um Chef francês abriu um restaurante, é quase certo que ele tenha vindo para o Brasil por conta do casamento com uma brasileira...Marcou época aqui em Brasília o LE BATEAU IVRE, de um Chef francês casado com uma...brasileira, claro. Tal é tb o caso do novo LE PARISIEN BISTROT, dos franceses Jérémy e Maxime.


Jéremy e Maxime

Fazia falta em Brasília um restô francês menos comercial que o LE VIN, e mais moderno que o vetusto LA CHAUMIÈRE. Não me esqueci do TOUJOURS, mas este restaurante passou por mudanças e ainda não voltei lá. Portanto, é muito bem-vindo o LE PARISIEN, com sua fidelidade aos clássicos da cozinha de bistrô e seu ambiente de 'restaurante de esquina' parisiense, comme il faut ;)



Comi bastante bem nas 4 vezes em que jantei no LE PARISIEN, mas achei a torta de maçã muito doce e um pouco enjoativa, não repetiria. Acho tb que poderiam ser um pouco mais generosos ao servir a taça de vinho. Recomendo com entusiasmo o magret de pato com aligot de gruyère/queijo minas e a quiche lorraine com salada.



O bom serviço e a autenticidade do ambiente, além da constante presença dos donos, garantem já um lugar de destaque ao LE PARISIEN na cena gastrô da cidade.


O almoço executivo e uma simpática happy-hour às quintas são novidades do bistrô, onde quero voltar muitas vezes ainda para experimentar outros pratos. Revi a Bruna, uma das moças mais bonitas que conheci em Brasília, na primeira vez que fui ao LE PARISIEN. Parece que o tempo não passa pra ela. Quanto ao LE PARISIEN, espero que o tempo passe e sua qualidade se mantenha a mesma, o maior desafio dos restaurantes...



LE PARISIEN BISTROT
CLN 103

Cozinha - ** 1/2
Serviço - **+
Preços - **+
Ambiente - ** 1/2
Acolhida - **+

*** - Excelente
** - Bom/Regular
* - Sofrível


FRITZ (Brasília-DF)

CHUCRUTE Morreu o velho Fritz, o guerreiro da pioneira rua dos restaurantes da capital do país. Digo pioneira pois hj existem pelo menos u...